26 de Maio DE 2016 | SOBRE ESTE BLOG
Domingo, 29 de Dezembro de 2013, 12h:23
Tamanho do texto A- A+

Cidades /

Após acidente em que fraturou a perna, Anderson Silva se desculpa com o povo brasileiro

antero
Anderson se desculpa após nova derrota. O acidente em que fraturou a perna pode antecipar aposentadoria. Anderson se desculpa após nova derrota. O acidente em que fraturou a perna pode antecipar aposentadoria.

Anderson Silva foi surpreendido pelo americano Chris Weidman, no UFC 168. Além da derrota no início do segundo round, ele ainda teve a perna esquerda gravemente fraturada e foi obrigado a sair de maca do octógono direto para um hospital, logo após a luta. No início da manhã deste domingo, após passar por uma cirurgia, ele se desculpou com os seus fãs brasileiros pelo resultado, postando um a mensagem no twitter:

"Brasil, sinto muito. Não queria ter desapontado vocês. Dei o meu melhor, eu juro", escreveu Anderson.

A mensagem foi compartilhada rapidamente por milhares de fãs.

O americano Cris Weideman que com o acidente manteve o cinturão de campeão mundial dos meios médios disse que não se sentiu bem com o episódio. Weideman, em entrevista logo após a entrevista voltou a afirmar que Anderson é o melhor lutador de MMA de todos os tempos.

Anderson Silva foi submetido a cirurgia logo após a luta. Os médicos consideraram que foi bom o resultado da intervenção cirúrgica e estimaram que Anderson deve ficar afastado dos treinos por pelo menos seis meses. O lutador que já tem 38 anos de idade pode anunciar a sua aposentadoria, pois só voltaria a lutar aos 40 anos.

(0) Comentário(s)

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

enviar comentário
Confira Também

caldeirão político

Cunha pede ao STF para usar gabinete para atividade partidária

Os salários pagos pela TV Brasil ajudam a explicar o petismo feroz de alguns jornalistas contratados

Gilmar Mendes devolve segundo pedido de investigação de Aécio

Entre vaias e aplausos, deputados sentem pressão de servidores

VEJA MAIS

Vídeo comentário

Temos que aceitar mudanças e "afinar" a partitura do Estado

VEJA MAIS

ARTIGOS

Novo Pacto e reflexos positivos

Por: JOSÉ MEDEIROS

Mulheres na Política

Por: ROBERTO BOAVENTURA

Vergonha de viver no Brasil?

Por: EDUARDO PÓVOAS
VEJA MAIS

mais lidas

  1. “Não há que se falar em privatização, sou favorável à escola pública”
  2. Taques não fecha diálogo: "momento é para manter salários sem atrasos"
  3. Governador se diz vítima de perseguição por ser "tucano"
  4. Procon avalia fechar unidade do Extra por até 48 horas após grave denúncia
  5. Entre vaias e aplausos, deputados sentem pressão de servidores

ENQUETE

Como você acredita que irá terminar o trabalho da CPI das Obras da Copa?
PARCIAL