17 de Outubro DE 2017 | SOBRE ESTE BLOG
Sábado, 12 de Agosto de 2017, 17h:16
Tamanho do texto A- A+

Caldeirão Político / APÓS INVESTIGAÇÃO DESCARRILHO

Taques cogita troca de modal: VLT por BRT

DA REDAÇÃO

 

 

O governador Pedro Taques (PSDB) afirmou que, depois que tiver conhecimento das investigações da Operção Descarrilho - deflagrada na última quarta-feira (9), há a possibilidade do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) ser substitúdo por um BRT (Bus Rapid Transit), depois de nova licitação ser feita. O modal ficaria pronto em pelo menos 3 anos. A ideia foi levantada esta semana, pelo secretário-chefe da Casa Civil, José Adolpho. 

 

“Estamos trabalhando com todas as possibilidades”, disse Taques ao responder sobre a possibilidade de troca de modal. Com a mudança, os custos também aumentariam. Por hora, o governo descarta a opinião pública sobre os planos de substituição do modelo de transporte. 

(0) Comentário(s)

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

enviar comentário
Confira Também

caldeirão político

Após 460 demissões, vereadores trabalham "de casa"

AL destaca votação da PEC dos Gastos na agenda da semana

Advogado aciona STF e pede afastamento de Maggi

Fábio Garcia corre o risco de ser expulso do PSB nesta segunda

VEJA MAIS

Vídeo comentário

Decisão sobre caso dos grampos deixa um "cheirinho de pizza"

VEJA MAIS

ARTIGOS

A maldição da política partidária

Por: FERNANDO LEITÃO

Bem ou mal, mau ou bom

Por: GONÇALO DE BARROS

Dia da professora e do professor

Por: JUACY SILVA
VEJA MAIS

mais lidas

  1. Paulo Taques mente ao STF que Mauro Zaque foi candidato a prefeito
  2. Governador Pedro Taques alerta que sem PEC do Teto salários vão atrasar
  3. Promotor abre inquérito e apura fraudes entre Unemat e Faespe
  4. Paulo Taques mente ao STF ao dizer que Mauro Zaque foi candidato a prefeito em 2016 no interior de MT
  5. Ex-comandante da PM de MT é suspeito de guardar provas dos grampos em casa

ENQUETE

Se as eleições fossem hoje e Pedro Taques fosse candidato à reeleição, você votaria nele?
PARCIAL